Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Nota sobre a nomeação do diretor-geral da Polícia Federal

NOTA CONJUNTA – Forças de segurança pública federais foram abandonadas mais uma vez

PEC 412: o egocentrismo corporativista na adversidade política da Segurança Pública sob o impacto da crise sanitária coronavírus COVID-19

Sinpef-ES integra união de forças para auxiliar famílias capixabas

Coronavírus: Sinpef-ES suspende atendimentos presenciais e disponibiliza canais online

A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

24/06/2020

POLICIAIS FEDERAIS SÃO CONTRA A DIVISÃO DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PúBLICA

Mais da metade dos policiais federais são contrários à divisão do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Eles acreditam que os custos seriam altos demais e que a mudança não seria suficiente para reduzir os índices de criminalidade. Também não creem que a cisão fosse facilitar a construção da Lei Orgânica da Polícia Federal, emperrada há mais de trinta anos no Congresso Nacional. E duvidam que os problemas da categoria fossem diminuir caso surgisse uma nova Pasta na Esplanada. Porém, se o Ministério for mesmo dividido, a categoria espera que, ao menos, a Polícia Federal fique sob o guarda-chuva da Justiça e não da Segurança Pública.

 

Esses são os resultados de uma pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) entre os últimos dias 10 e 22. Cinco perguntas foram feitas aos associados da entidade via e-mail.

 

Nada menos que 57,52% do total de votantes se manifestaram contrários à divisão da Pasta e 61,65% acreditam que os custos e as dificuldades de logística para a implementação do Ministério da Segurança Pública não compensariam. Outros 61,87% acham que o eventual novo ministério não ajudaria a resolver nem os problemas da categoria nem reduziriam os índices de criminalidade.

 

Sobre se a proposta seria útil para desemperrar a tramitação da Lei Orgânica da Polícia Federal, que está há mais de trinta anos no Congresso Nacional, 56,20% dos votantes duvidam que uma Pasta a mais na Esplanada possa contribuir de alguma forma. Porém, se a ideia de retomar a formatação de governos anteriores vingar, os Policiais Federais preferem ficar sob o guarda-chuva do Ministério da Justiça. Essa é a alternativa apontada por 60,78% dos votantes.

 

O presidente da Fenapef, Luis Antônio Boudens, disse que os resultados não surpreendem. Ele avaliou os posicionamentos como prova de maturidade da categoria em relação ao tema. “Há uma preocupação com a divisão em si por conta da repercussão financeira e estrutural que a criação de uma nova Pasta demanda”, observou. Ainda segundo Boudens, a defesa da manutenção da PF na estrutura do Ministério da Justiça é uma forma de mostrar que os federais buscam a estabilidade dos trabalhos que estão sendo desenvolvidos.


Fonte: Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef)


    NOTÍCIAS

    Investigação contra desvios milionários no SUS deflagra mandados de busca e apreensão no ES

    Agentes federais cumprem oito mandados de busca e apreensão em cinco municípios capixabas no âmbito da “Operação Sem Misericórdia”, que investiga o desvio de mais de R$ 2 milhões de recursos do SUS destinados à Santa Casa de Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul.   Os mandados estão sendo cumpridos em Vitória (um), Vila Velha (quatro), Afonso Cláudio (um), Venda Nova do Imigrante (um) e Sã...

    “O adoecimento mental faz parte de uma profissão de risco”, alerta especialista

    Homens e mulheres que atuam nas forças de segurança, muitas vezes, são vistos pelo estereótipo do “herói”. Pessoas fortes, quase invencíveis. Pessoas, muitas vezes, duras, corajosas, inquebráveis. E, muitas vezes, esquece-se que esses homens e mulheres são, sobretudo, pessoas. Seres humanos.   Em 2019, um estudo realizado pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) apontou que se a Políci...

    Copas inicia trabalho de atenção à saúde dos profissionais da Segurança Pública no Estado

    O início dos trabalhos efetivos da Comissão Permanente de Atenção à Saúde dos Profissionais de Segurança Pública, Defesa Social e Justiça no Espirito Santo (Copas) ocorreu nesta quarta-feira, 9 de setembro, véspera da data em que marca o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro).   A Copas foi instituída após portaria publicada em dezembro de 2019, pela Secretaria da Segura...

    Policiais aposentados estão autorizados a manter armas da ativa

    O diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza, editou portaria autorizando que policiais federais mantenham as armas que utilizavam na ativa ao se aposentarem. Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais, a regra autoriza ainda que policiais já aposentados também poderão receber uma arma, se quiserem. A portaria entrará em vigor no dia 1º de outubro.   A Fenapef informou que a edição da portaria s...

    Fim do desconto da cota-parte pré-escolar para policiais federais

    A disputa pelo fim do desconto da parte dos policiais federais no auxílio pré-escolar chegou ao fim para os filiados de 19 estados, incluindo o Espírito Santo, que ajuizaram ação conjunta contestando o desconto. A diretoria jurídica da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) fechou acordo com a Advocacia Geral da União (AGU) para que cessem os descontos nos vencimentos dos servidores.   O acordo foi fechado com des...

    Inscrições abertas Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef)

    O III Congresso Brasileiro de Prevenção ao Suicídio será realizado nos dias 28 e 29 de agosto, 100% online e gratuito. Promovido pela (Associação Brasileira de Estudos e Prevenção ao Suicídio (Abeps), o encontro reunirá  estudiosos para discutir um dos principais problemas de saúde pública moderna no Brasil e no mundo, que é o suicídio. As inscrições podem ser feitas pelo site&nbs...

    Dois presos em flagrante no Estado por armazenar pornografia infantil

    A Operação Anteparus, com objetivo de combater difusão de arquivos contendo exploração sexual de crianças por meio da internet, foi deflagrada nesta quinta-feira e contou com a participação de 11 policiais federais. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados, nos municípios de Serra e Alegre.   Durante o cumprimento das buscas e varredura nas mídias encontradas nos ...

    Agentes federais em operação de combate ao tráfico de armas no ES

    A Operação Mercado das Armas, deflagrada nesta quarta-feira (29) pela Polícia Federal no Espírito Santo e em outros sete estados, mira suspeitos de integrarem grupo especializado na prática do crime de tráfico internacional de armas de fogo e acessórios.   Cerca de 130 policiais federais estão cumprindo 25 mandados de busca apreensão e um mandado de prisão preventiva no Espírito Santo, Paraná, Ceará...

    Comissão prepara diagnóstico e vai promover ações em prol da saúde dos agentes de segurança

    Quebrar os tabus em torno das necessidades e cuidados com a saúde mental, fazer um diagnóstico sobre como está a saúde física, mental e laboral de todos os profissionais de segurança pública, defesa social e justiça que atuam no Estado, além de desenvolver ações voltadas para o bem-estar dos agentes.   Essas são algumas das metas da Comissão Permanente de Atenção à Saúde ...

    Caso Maria Nilce: força-tarefa de agentes federais mudou a investigação criminal no Estado

    A estruturação de uma força-tarefa composta por agentes federais para investigar as circunstâncias da morte da jornalista e colunista social Maria Nilce, assassinada em 1989, contribuiu em muito para transformar o modo de conduzir as investigações criminais no Espírito Santo, já que havia sérias denúncias de comprometimento de alguns poucos servidores das polícias Civil e Militar.   Com o método de trabalho...

    Clique aqui para exibir mais notícias