Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

Espírito Santo entre os estados com maior número de inscrições no Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

Artigo: Uma polícia para o Século XXI - a Carreira Única e o Ciclo Completo da Ação Policial (Por Roberto Darós)

Claudilene e Lucimei: décadas de dedicação ao Sinpef-ES

POLICIAIS FEDERAIS DESENVOLVEM PROJETO DE FUTEBOL QUE AJUDA A MUDAR A VIDA DE JOVENS DE PERIFERIA

A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

19/07/2019

POLICIAIS FEDERAIS DESENVOLVEM PROJETO DE FUTEBOL PARA JOVENS

Dia 19 de julho é o Dia Nacional do Futebol. Um esporte que é, indiscutivelmente, a maior paixão do brasileiro. O fascínio pelo time do coração, a emoção do gol e o encantamento pelo drible perfeito seduzem pessoas de todas as idades. Mexe também com o sonho de jovens que almejam a carreira de jogador e, consequentemente, com a mudança da dura realidade imposta nas comunidades mais carentes.

 

O projeto Capixaba Instituto Social, idealizado e realizado por policiais federais e servidores de outras instituições, é um entre tantos outros que apostam nesse fascínio para transformar a realidade de meninos de áreas vulneráveis. “Para eles, o futebol é uma porta de entrada para uma nova possibilidade. Ainda que não seja a do glamour, fama e dinheiro dos jogadores profissionais renomados, que seja a vitória principal na vida, afastá-los do mundo das drogas e do tráfico, oferecendo novas opções. Antes, o ponto de encontro deles era em locais inadequados. Agora é aqui”, diz Fabricio Sabaini, policial federal e presidente do instituto.

 

Alan Cristian Aragão dos Santos, 19 anos, sabe o que isso significa. Há dois anos no projeto, conseguiu há três meses, por intermédio do instituto, seu primeiro emprego em um shopping. Filho mais velho de quatro irmãos, agora ele é o único na família que tem carteira assinada. O pai é pedreiro, no momento fazendo “bicos”, e a mãe é cuidadora de idosos. “Antes eu ficava em casa sem fazer nada. No projeto, encontro meus amigos e jogo bola. Agora, com o emprego, tenho o sonho de guardar dinheiro e comprar uma casa, pois moramos de aluguel”, relata.

Para ele, há outra alegria ainda maior do que o papo com os colegas e a bola sacudindo a rede. “O que mais fico feliz de trabalhar fora é poder ajudar em casa e, assim, tirar um pouco do peso das costas da minha mãe”, comemora o craque no futebol e na vida.

 

“O maior desafio é se aproximar desses meninos. Mas como fazer isso? Optamos pela linguagem universal do futebol. Eles estando aqui, temos a oportunidade de aconselhar, encaminhar para um curso, um estágio, um emprego. Mostrar a eles que a vida oferece mais do que o crime e as drogas. Já atendemos mais de 100 meninos desde a criação do projeto, há dois anos. Obtivemos muitas vitórias, algumas baixas. Mas cada menino que conseguimos encaminhar na vida já faz tudo valer a pena”, destaca Sabaini.

O projeto se mantém com a boa vontade dos envolvidos e com a ajuda das empresas parceiras. Quem comanda o time, que participa de campeonatos, é o professor de Educação Física e coordenador do projeto Thiago Campanha. “O viés esportivo é fundamental, mas acaba sendo uma consequência de algo muito maior”, ressalta.

Atualmente há meninos de 13 a 19 anos participando do projeto, a maioria da região da Ilha do Príncipe. João Vitor, hoje com 19 anos, participa do instituto desde os 17. Conta com orgulho que é o artilheiro do grupo. “Cheguei a fazer 16 gols em seis jogos”, gaba-se. Mas admite que integrar esse time é mais do que acertar a bola na rede. “Tudo mudou para mim, aqui eu me desligo do mundo, fico longe dos problemas”, diz o rapaz, que sonha em fazer Educação Física e dar aula, alimentando, assim, os sonhos de outros meninos como ele.





    NOTÍCIAS

    Corrupção é tema de concurso de redação em escolas públicas

    Que a corrupção prejudica o País, não há dúvidas. Mas de que forma ela atinge a vida das pessoas? Responder a esta pergunta é o desafio lançado a alunos do terceiro ano do ensino médio de quatro escolas públicas de Vitória, Vila Velha, Cariacica e Serra. Eles poderão participar de um concurso de redação sob o tema “Como a corrupção interfere na minha vida”,  promovido ...

    Controle de crimes exige mudar formas de prevenir e repreender

    Artigo Roberto Darós* Publicado no Gazeta Online (13/10/2019) e Jornal A Gazeta (12/10/2019)   O sentimento de insegurança social se apresenta em qualquer ângulo de análise, tendo em vista que o próprio avanço tecnológico e as novas descobertas científicas acentuaram o grau de desconfiança   A pós-modernidade trouxe o advento da superação de verdades absolutas e imutáveis em todas as á...

    Artigo: Carreira única e Ciclo Completo na Polícia Federal

    Por Roberto Darós, publicado no site Conjur - Consultor Jurídico dia 13/10/2019   É uma tarefa complexa demonstrar a vocês, prezados leitores, no reduzido espaço de um pequeno artigo jornalístico, a urgente necessidade de reestruturação e modernização da Segurança Pública, tendo em vista que demandaria explicações mais detalhadas, começando com a origem histórica de nosso si...

    Federais apoiam projeto de Oficial da Polícia Civil de Sergipe

    A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) defende a aprovação do Projeto Oficial de Polícia Civil (OPC) do estado de Sergipe.  Nessa quinta-feira (3), a entidade encaminhou ofício ao governador Belivaldo Chagas, reiterando o apoio dos policiais federais à proposta de modernização da carreira. A proposta de projeto de lei que foi apresentada ao Executivo local pelo Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe (Sinpol-SE) ...

    ES entre os estados com mais inscrições em Prêmio

    O Espírito Santo está entre os estados com maior número de inscrições no 3º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, juntamente com Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal. Foram 140 trabalhos inscritos em todo Brasil, sendo 110 declarados aptos, que prosseguem na disputa. A categoria Webjornalismo teve maior número de candidatos. Os nomes dos finalistas serão conhecidos no próximo dia 21.   “Parabeniz...

    Suicídios entre policiais: “heróis anônimos” estão doentes

    Artigo Roberto Darós*Um assunto delicado como esse (suicídio de policiais) demanda uma abordagem diferente daquela tradicionalmente utilizada para se falar e compreender a origem dos grandes problemas sociais. Por isso, sua atenção e concentração devem também buscar a remota origem do tema que vou lhes apresentar resumidamente, a seguir, com uma pequena base doutrinária, mas de fácil entendimento. Leiam tranquilos. Sei que não...

    Alerta para o risco de doenças mentais e suicídio de policiais

    A rotina de enfrentamento do crime dos policiais é arriscada, mas não tem sido o principal desafio desses profissionais. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, um total de 104 policiais (entre civis e militares) cometeu suicídio em 2018. Um número que ultrapassa o total de policiais assassinados em horário de trabalho.   “A taxa de suicídio entre policiais é três vezes maior que da popula&cc...

    Sindicatos e PF discutem saúde emocional na corporação

    A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) – em parceria com o Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol-DF), a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal e a Diretoria de Gestão de Pessoal (DGP) da PF – realizaram nesta quinta-feira (12), em Brasília, a palestra “Felicidade e Produtividade no Ambiente de Trabalho&rdquo...

    Assistente social da PF em evento de prevenção ao suicídio

    A assistente social Gegliola Campos da Silva, que atua na Polícia Federal, compôs mesa de discussão sobre a "manifestação suicida em profissionais da segurança pública, saúde e educação", na Ufes, na última terça-feira (10). Estavam presentes renomados profissionais da psicologia e da psiquiatria, bem como outras áreas da saúde. O evento teve como público-alvo acadêmicos, pesquisadores,...

    Novo convênio Sesc/ES e Sinpef beneficia filiados

    Os filiados ao Sinpef-ES agora têm mais benefícios. Acaba de ser assinado um convênio com o Sesc/ES proporcionando uma série de vantagens para os sindicalizados e seus familiares.   Para obter os benefícios do convênio, o sindicalizado deverá fazer a carteirinha do Sesc-ES. Saiba como e onde fazer entrando em contato com Sinpef-ES.   “Estamos muito orgulhos com esse novo convênio. Trabalhamos para que os nossos filiados tenh...

    Clique aqui para exibir mais notícias