Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

Filiados Sinpef: votação aberta para o 3º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

Artigo: Uma polícia para o Século XXI - a Carreira Única e o Ciclo Completo da Ação Policial (Por Roberto Darós)

Claudilene e Lucimei: décadas de dedicação ao Sinpef-ES

POLICIAIS FEDERAIS DESENVOLVEM PROJETO DE FUTEBOL QUE AJUDA A MUDAR A VIDA DE JOVENS DE PERIFERIA

A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

31/05/2019

BONIFICAÇÃO POR ARMA ILEGAL APREENDIDA DEVERÁ REDUZIR MORTES

Um projeto recém apresentado pelo deputado federal Sanderson (PSL-RS) no Congresso está repercutindo no meio policial e promete ser uma alternativa para reduzir os índices de mortalidade por armas de fogo no Brasil. O texto prevê a implementação de bonificação por arma apreendida por policiais em todo território nacional.

 

Um estudo realizado no âmbito do Espírito Santo, de autoria do diretor do Sindicato dos Policiais Federais (Sinpef-ES) e mestrando em Segurança Pública, o Agente Federal Fabrício Sabaini, comprova a relação direta entre a bonificação policial e o aumento de armas ilegais apreendidas e, como consequência, a redução imediata no número de crimes letais, que não são feitos de outra forma com a diminuição da oferta de armas de fogo.

 

“No Brasil, o índice de criminalidade letal está em expansão, ultrapassando a marca total de mais de 60 mil homicídios anuais. O Estado não é efetivo em prover a segurança dos cidadãos e, mais que isso, não vem sendo efetivo em proteger vidas. No estudo que realizei busca-se verificar a relação da bonificação por armas de fogo ilegais apreendidas com a diminuição da letalidade no estado do Espírito Santo, o que foi comprovado em números”, destaca o estudioso.

 

Segundo ele, dados fornecidos pela Diretoria de Finanças da Polícia Militar do estado do Espírito Santo dão conta de um aumento gradual no orçamento executado, de 2013 (período a partir do qual as informações estão sistematizadas) até seu corte orçamentário, em 2015. O retorno na rubrica se deu em 2017, após a crise na segurança pública.

 

Já a relação entre número de armas apreendidas e o número de crimes letais intencionais vem numa escala inversamente proporcional de 2009 a 2017. Se em 2009 foram registradas 2.763 apreensões de armas e 2.100 crimes letais intencionais, em 2015 os números de apreensões aumentam para 4.026 e os crimes de mesma natureza caem para 1.439. Já em 2016, com um total de 3.278 armas apreendidas, o número de crimes cai novamente para 1.238, subindo em 2017 para 1.448 com a queda no número de armas apreendidas (3.337).

 

“A realidade capixaba demonstra que os estudos em outros estados aqui também se aplicam, diante do impacto direto no aumento das apreensões das armas de fogo em comparativo com os óbitos por elas provocados intencionalmente”, arremata Sabaini.

 

“Em novembro do ano passado tive a oportunidade de entregar esse estudo ao deputado federal Sanderson e, agora, sua proposta coaduna com o que buscamos comprovar cientificamente. O projeto dele prevê a apreensão de armas de fogo ilegais, sem numeração ou com numeração raspada. Tornando-se lei, a regulamentação será definida pelo ente federativo ao qual o profissional estiver vinculado, abrangendo as diversas categorias policiais. Acreditamos que essa seja uma maneira eficiente de reduzir a criminalidade e salvar vidas”, finaliza Sabaini. O projeto foi protocolado na última sexta-feira (24).





    NOTÍCIAS

    Quando os números escondem a ineficiência do corporativismo

    Artigo Luís Antônio Boudens, presidente da Fenapef   Embora a matemática seja uma ciência exata, números analisados fora de contexto se prestam a interpretações que nem sempre são o reflexo da verdade. Podem distorcer fatos, torcer realidades, levar a um ponto de chegada que não conta a verdadeira história e não reflete o caminho percorrido.   No início de 2019, pesquisa encomendada pelo Departam...

    Artigo A Gazeta: Também morre quem atira

    O Estado não pratica uma política pública eficaz para que o combate seja evitado    Autores: Henrique Geaquinto Herkenhoff (professor do mestrado em Segurança Pública da UVV) e Fabrício Sabaini (agente de Polícia Federal e mestrando em Segurança Pública)   Há semanas o noticiário foi tomado por mais uma tragédia de nosso cotidiano: a morte da menina Ághata enquanto voltava para casa com ...

    Confraternização reúne policiais federais do Estado

    Em homenagens aos policiais federais capixabas, comemoramos nesta quinta-feira (31), num churrasco descontraído, o Dia do Servidor Público (celebrado 28/10) e o Dia do Policial Federal (16/11). Foi um momento de muito bate-papo, música, risadas e confraternização entre grandes amigos e colegas de trabalho.   "É sempre bom valorizarmos esse clima de união e alegria. Pois, além dos nossos direitos e bandeiras coletivas, prezamos pelo i...

    Aviso: não haverá expediente nesta segunda no Sinpef

    Devido ao Dia do Servidor Público, nesta segunda-feira (28), não haverá expediente no Sinpef-ES. As atividades do sindicato serão retomadas normalmente na terça-feira (29).

    Filiado Sinpef: vote no 3º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

    Se você é policial federal sindicalizado ao Sinpef-ES, pode ajudar a escolher os vencedores do 3º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo e, assim, incentivar a produção de matérias jornalísticas de qualidade na área de Segurança Pública. Esse ano o Espírito Santo bateu o recorde de inscritos e dois trabalhos representam o Estado na final.   As produções capixabas que estão concorrendo s&a...

    Capixabas na final do 3º Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

    Após minucioso trabalho de avaliação das reportagens inscritas na 3ª edição do Prêmio Policiais Federais de Jornalismo, o Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal e a Federação Nacional dos Policiais Federais informam a relação dos 15 trabalhos finalistas de 2019. Eles concorrem aos prêmios de melhor trabalho nas categorias de Televisão, Webjornalismo, Fotografia, Impresso e Rádio. E a p...

    PEC 412: A quem interessa essa ameaça à PF?

    Artigo publicado no Gazeta Online (20/10/2019) e A Gazeta Impresso (19/10/2019)   Marcus Firme Reis   É presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo e diretor parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Federais   Mais de 90% dos policiais federais rejeitam a Proposta de Emenda Constitucional (PEC ) 412/09. As 27 entidades que representam a categoria e a Federação Nacional dos Policiais Federais, com mais de 1...

    Corrupção é tema de concurso de redação em escolas públicas

    Que a corrupção prejudica o País, não há dúvidas. Mas de que forma ela atinge a vida das pessoas? Responder a esta pergunta é o desafio lançado a alunos do terceiro ano do ensino médio de quatro escolas públicas de Vitória, Vila Velha, Cariacica e Serra. Eles poderão participar de um concurso de redação sob o tema “Como a corrupção interfere na minha vida”,  promovido ...

    Controle de crimes exige mudar formas de prevenir e repreender

    Artigo Roberto Darós* Publicado no Gazeta Online (13/10/2019) e Jornal A Gazeta (12/10/2019)   O sentimento de insegurança social se apresenta em qualquer ângulo de análise, tendo em vista que o próprio avanço tecnológico e as novas descobertas científicas acentuaram o grau de desconfiança   A pós-modernidade trouxe o advento da superação de verdades absolutas e imutáveis em todas as á...

    Artigo: Carreira única e Ciclo Completo na Polícia Federal

    Por Roberto Darós, publicado no site Conjur - Consultor Jurídico dia 13/10/2019   É uma tarefa complexa demonstrar a vocês, prezados leitores, no reduzido espaço de um pequeno artigo jornalístico, a urgente necessidade de reestruturação e modernização da Segurança Pública, tendo em vista que demandaria explicações mais detalhadas, começando com a origem histórica de nosso si...

    Clique aqui para exibir mais notícias