Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019

Projeto social liderado por policial federal completa dois anos fazendo a diferença na vida de meninos capixabas

ARTIGO MARCUS FIRME - Policiais Federais: trabalho de defesa da sociedade e seus desafios

Artigo: Uma polícia para o Século XXI - a Carreira Única e o Ciclo Completo da Ação Policial (Por Roberto Darós)

Claudilene e Lucimei: décadas de dedicação ao Sinpef-ES

A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

21/03/2019

SEGURANÇA PúBLICA: ALEGRIA EFêMERA

A maior estrutura de segurança já montada para a posse de um presidente no país foi a da cerimônia do presidente Jair Bolsonaro, uma vez que a avaliação de risco também foi a mais elevada da história, após o ataque a faca sofrido durante a campanha eleitoral.

Diante das inerentes preocupações e responsabilidades, cerca de seis mil agentes de segurança atuaram nesse evento, sendo cerca de 600 policiais federais, inclusive oriundos do Espírito Santo. No transcorrer do evento, pude colaborar ativamente e observar que o trabalho relativo à segurança das autoridades presentes foi impecável. As ações táticas, realizadas com alto grau de profissionalismo, comprovam a capacidade laborativa dos Policiais Federais.

A desenvoltura de Agentes Federais na coordenação operacional, com domínio seguro sobre toda temática relacionada ao assunto, assim como um ótimo gerenciamento das equipes de segurança das delegações internacionais desenvolvido por agentes, escrivães e papiloscopistas, e um excelente nível de execução foram atribuições marcantes desses profissionais. Restou claro os três níveis de incumbências desenvolvidas, todas com seus graus de complexidade, exercidas por policiais de nível superior.

Apesar da alegria e do orgulho de presenciar uma dinâmica de alto nível, em que o trabalho inerente à gama de atribuições específicas da Polícia Federal foi desempenhado com extrema dedicação e comprometimento, digno de registro histórico, nem tudo são “flores”.

Espantosamente, e inversamente proporcional ao momento, até hoje não existe qualquer Lei Orgânica que reconheça de maneira condizente as atribuições complexas desenvolvidas por esses profissionais da Segurança Pública, justamente esses mesmos abnegados agentes, escrivães e papiloscopistas.

O Projeto de Lei (PL) 6493, de autoria do Poder Executivo que dispunha sobre a organização e o funcionamento da atividade, foi retirado pelo Governo Federal em 2015. A criação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), em 2018, também não trouxe qualquer esclarecimento sobre o organograma, a carreira e as atribuições dos policiais federais.

Apesar de ser exigido via concurso público o nível superior para ingressar em todos os cargos da Polícia Federal desde 1996, até hoje as atribuições são regidas pela Portaria nº 523 de 1989, do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, que traz em seu texto funções defasadas e aquém das atividades realmente desenvolvidas.

As categorias estão discutindo internamente uma nova minuta de Projeto de Lei, mas esta precisa ser apresentada ao Congresso Nacional pelo Poder Executivo, já que se trata de uma mudança na Lei Orgânica. Esta definição garante não apenas os direitos dos agentes, escrivães e papiloscopistas, como também assegura que a sociedade receberá uma atuação de segurança mais organizada, capacitada e administrada sob as circunstâncias adequadas.

Uma providência fundamental para corrigir as mazelas que ainda permeiam o trabalho dos Policiais Federais, cujo retorno deverá refletir positivamente na produtividade e na qualidade, de maneira a resgatar a autoestima dos policiais e proporcionar uma segurança pública mais eficiente para a população. Um erro histórico que deve ser corrigido o quanto antes pelo novo presidente da República.

Hélio de Carvalho Freitas Filho
Vice-presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES)

 


Fonte: Sinpef-ES


    NOTÍCIAS

    Presidente da Fenapef fala sobre crimes cibernéticos na UVV

    O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, fala nesta terça-feira (10) na Universidade de Vila Velha (ES) sobre a atuação do policial federal em crimes cibernéticos. O professor Roberto Darós, agente de polícia federal e especialista em segurança pública, será o mediador do debate.   Palestrantes e plateia vão discutir a “Sociedade Cibern&e...

    Estudantes se reúnem, ganham prêmios e debatem corrupção

    Estudantes do Ensino Médio de cinco escolas da Rede Pública de Ensino do Estado lotaram o auditório do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE-ES) para participarem do III Encontro do Dia Internacional Contra a Corrupção na manhã desta sexta-feira (6). Eles também conheceram os vencedores do concurso de redação promovido pelo Focates (Fórum das Carreiras Típicas de Estado) e o Focco (Fórum Permanente de ...

    Agente fala sobre horário especial de servidor estudante

    Ao encaminhar seu Trabalho de Conclusão de Curso no departamento de Direito da Ufes ao Sinpef-ES, o policial federal Ricardo Abidala Keide escreveu uma carta em que relata à entidade representativa sobre sua experiência e os desafios dos agentes federais que são estudantes. O tema de seu TCC foi “Horário Especial de Servidor Estudante: Uma Abordagem a Partir Da Lei 8112/90 e da Constituição Federal”. Confira.   PÓS-ESCRITO...

    Policial federal na identificação de vítimas em Brumadinho

    “Ter contato com pessoas que de maneira abrupta e coletiva simplesmente desapareceram do convívio de seus amigos e familiares é algo transformador. Você percebe o quanto circunstâncias que você realmente não controla podem incidir sobre sua existência. Na verdade, tudo é tênue”.   Esse foi o sentimento que a tragédia de Brumadinho/MG deixou para o Papiloscopista Policial Federal Gabriel de Oliveira Urtiaga, que f...

    Atenção filiado: responda à enquete sobre futuras ações

    A Fenapef está realizando uma enquete entre os filiados para balizar futuras ações da entidade. O objetivo é saber se há concordância com as quatro pautas que foram selecionadas na última Assembleia Geral Extraordinária (AGE), realizada em Brasília, nos dias 19, 20 e 21 de novembro. Foram elas a Lei Orgânica da PF (projeto OPF), a modernização das investigações com protagonismo para o trabalho dos inv...

    Projeto social liderado por policial federal completa 2 anos

    O Capixaba Instituto Social, projeto presidido pelo policial federal e diretor de Comunicação do Sinpef-ES, Fabricio Sabaini, acaba de completar dois anos e vem fazendo a diferença para meninos de 13 a 19 anos, aliando futebol, disciplina e encaminhamento ao emprego. Mais de 100 jovens e adolescentes já foram atendidos.   A comemoração do aniversário do projeto foi na manhã deste sábado (23), no Tancredão, Vitóri...

    Policiais Federais: trabalho de defesa da sociedade

    ARTIGO: Marcus Firme, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e diretor parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), publicado no site Dia a Dia ES    Neste sábado (dia 16 de novembro) é o Dia do Policial Federal. Para nós, é uma oportunidade de parabenizarmos os valorosos homens e mulheres que se dedicam todos os dias a questões fundamentais para a segurança do ...

    Quando os números escondem a ineficiência do corporativismo

    Artigo Luís Antônio Boudens, presidente da Fenapef   Embora a matemática seja uma ciência exata, números analisados fora de contexto se prestam a interpretações que nem sempre são o reflexo da verdade. Podem distorcer fatos, torcer realidades, levar a um ponto de chegada que não conta a verdadeira história e não reflete o caminho percorrido.   No início de 2019, pesquisa encomendada pelo Departam...

    Artigo A Gazeta: Também morre quem atira

    O Estado não pratica uma política pública eficaz para que o combate seja evitado    Autores: Henrique Geaquinto Herkenhoff (professor do mestrado em Segurança Pública da UVV) e Fabrício Sabaini (agente de Polícia Federal e mestrando em Segurança Pública)   Há semanas o noticiário foi tomado por mais uma tragédia de nosso cotidiano: a morte da menina Ághata enquanto voltava para casa com ...

    Confraternização reúne policiais federais do Estado

    Em homenagens aos policiais federais capixabas, comemoramos nesta quinta-feira (31), num churrasco descontraído, o Dia do Servidor Público (celebrado 28/10) e o Dia do Policial Federal (16/11). Foi um momento de muito bate-papo, música, risadas e confraternização entre grandes amigos e colegas de trabalho.   "É sempre bom valorizarmos esse clima de união e alegria. Pois, além dos nossos direitos e bandeiras coletivas, prezamos pelo i...

    Clique aqui para exibir mais notícias