Domingo, 18 de Agosto de 2019

Claudilene e Lucimei: décadas de dedicação ao Sinpef-ES

Policiais federais articulam no Senado mudanças na Reforma da Previdência

POLICIAIS FEDERAIS DESENVOLVEM PROJETO DE FUTEBOL QUE AJUDA A MUDAR A VIDA DE JOVENS DE PERIFERIA

"HÁ MUITA DISCUSSÃO SOBRE OS DIREITOS DE SE ARMAR, MAS POUCA SOBRE OS DEVERES"

A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

03/08/2018

SAúDE DE OPERADORES DA SEGURANÇA PúBLICA É TEMA DE DEBATE EM REUNIÃO INTERINSTITUCIONAL

Com uma rotina estressante, que envolve risco à vida a todo momento, os profissionais da segurança pública sofrem impactos direto na sua saúde física e mental. Para debater sobre o assunto e apresentar ações e projetos que possam melhorar a qualidade de vida desses profissionais, foi realizada a 1ª Reunião de Trabalho Interinstitucional de Atenção à Saúde dos Operadores da Segurança Pública no Espírito Santo, entre os dias 31 de julho e 02 de agosto, em Vitória.

 

Com a participação de representantes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Secretaria de Justiça, a programação do encontro contou com palestras que debateram temas pertinentes ao adoecimento dos profissionais da segurança pública, numa perspectiva multidisciplinar, assim como possibilitou a troca de experiências e atualização de conhecimentos.

 

A formação deste grupo interinstitucional, uma iniciativa inédita no Espírito Santo, foi liderada por profissionais das diversas categorias de operadores de segurança, que perceberam como um problema comum questões de saúde, física e mental, que impactam na qualidade de vida e leva a geração de doenças oriundas do trabalho.

 

Representando o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) na abertura do encontro, o vice-presidente Hélio de Carvalho apresentou um estudo divulgado recentemente pelo Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol-DF), realizado por psicólogas da Universidade de Brasília (UnB) com agentes da Polícia Federal, que apontou que a instituição é marcada pela existência de assédio moral e terror psicológico.

 

“A pesquisa mostrou que 83% dos policiais federais estão altamente expostos a síndromes e transtornos psicológicos, 74% se sentem indignados, 39%, inúteis, 46% têm emoções de raiva e 18%, medo. Sentimentos que podem provocar efeitos “devastadores”, como tensão emocional e física, causando inclusive o desenvolvimento de esgotamento profissional. São dados extremamente preocupantes e desconhecidos pela grande maioria da população, que vê na Polícia Federal uma instituição de renome e que goza de grande prestígio perante à sociedade. Contudo, seus integrantes, em especial, os agentes federais, pedem apoio e necessitam de atenção, como bem mostra o estudo”.

 

Os dados são reforçados por pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV), de 2014, que mostrou que a atividade policial conta com fatores geradores de estresse como a vivência cotidiana com situações de violência, de criminalidade e de morte; a intervenção em situações de conflito e tensão; a escala de trabalho intensa; risco de morte; acidentes de trânsito (perseguição em alta velocidade) e súbito esforço físico. Como consequência, aparecem doenças físicas e psicológicas, como a depressão, o alcoolismo e até mesmo o suicídio. No mesmo estudo, a FGV aponta os efeitos crônicos que a manifestação do estresse produz: doenças cardiovasculares, transtornos musculoesqueléticos, transtornos mentais, câncer e problemas gastrointestinais.

 

“Ainda que a pesquisa envolva o ambiente institucional da Polícia Federal, podemos supor que semelhante situação possa estar ocorrendo nas demais forças de segurança. Os dados são alarmantes e, infelizmente, com um desfecho que se tornou, de certa forma, mais rotineiro nessa instituição que em outras congêneres: o suicídio. Suicídio que ainda é um tabu e simboliza por vezes a materialização da frustração daquele profissional”, reforça Hélio de Carvalho.

 

Para a assistente social da Polícia Federal, Gegliola Campos da Silva, uma das profissionais parte da equipe que esteve à frente da mobilização para a realização deste evento, o debate é de grande importância não só pelo seu pioneirismo, mas principalmente pela integração entre as forças de segurança em torno de um problema em comum e que muitas vezes é negligenciado. "É fundamental que as instituições vejam o policial como cidadão de direitos e que implementem diretrizes para uma gestão humanizada e de valorização de seus servidores", afirma Gegliola, que é formada em Serviço Social e em Direito e Especialista em Gestão da Administração Pública.

 

A partir de agora, o grupo interinstitucional tem como objetivo dar continuidade à integração e à parceria entre os profissionais que atuam no atendimento aos trabalhadores da segurança pública. “Ao final do evento foram compilados pontos que constituirão uma carta de intenções, que será elaborada no prazo de 30 dias, com a apresentação de propostas aos gestores públicos sobre a criação de um programa de atenção ao operador da segurança pública e estratégias de cuidado à saúde desse trabalhador”, antecipa Gegliola Campos da Silva.


Fonte: Sinpef-ES


    NOTÍCIAS

    Nota de Repúdio ao PL 7.596/2017 (Lei de Abuso de Autoridade)

    Brasília, 16/08/2019 – A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) repudia a aprovação considerada “surpreendente” do Projeto de Lei 7.596/2017, que define os crimes de abuso de autoridade. Na avaliação da Fenapef, a matéria é, no geral, um retrocesso, com a clara finalidade de intimidar agentes públicos responsáveis pelas investigações; principalmente em crimes d...

    Aberta inscrição para Prêmio Policiais Federais de Jornalismo

    Estão abertas as inscrições para a terceira edição do Prêmio Policiais Federais de Jornalismo. Os jornalistas que queiram concorrer devem inscrever até três trabalhos, individuais ou realizados em parceria, pelo site www.premiopoliciaisfederais.com.br. O prazo é  até o dia 30 de agosto de 2019.   As reportagens precisam ter sido publicadas no período entre 1º de agosto de 2018 a 31 de julho de 2019. A ini...

    Tráfico de pessoas: um perigo que ainda ronda entre nós

    (Artigo publicado no jornal A Tribuna no dia 08/08/2019. Autor: Eduardo de Moraes Souto, policial federal e diretor Jurídico do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo)   Estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU) consideram haver cerca de dois milhões e meio de vítimas de tráfico de seres humanos. Este é um assunto de grande relevância mundial, pois criminosos submetem pessoas como mercadorias ...

    Claudilene e Lucimei: décadas de dedicação ao Sinpef-ES

    Quem busca os serviços e o apoio do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) certamente já conversou e foi atendido com eficiência e simpatia por Claudilene da Penha Braga e Lucimei Campos do Couto. Ambas fazem parte da história da instituição há 20 e 25 anos, respectivamente.   São décadas de dedicação e experiência que contribuíram para as conquistas da categoria nas dif...

    Policiais federais articulam no Senado mudanças na Reforma

    Com informações da Fenapef   Após a aprovação nesta quarta-feira (07), em segundo turno na Câmara dos Deputados, da PEC 06 (Reforma da Previdência), a Fenapef e sindicatos filiados iniciaram nova empreitada, desta vez no Senado Federal, em busca de apoio dos parlamentares para alterações no texto aprovado na Câmara, e que, na visão dos representantes sindicais, materializa um imenso retrocesso nas regras atuais de a...

    Comunicamos o falecimento de nosso ex-presidente Ivano Rogério

    É com pesar que o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) recebe a notícia do falecimento de seu ex-presidente Ivano Rogério Leal Horácio, que esteve à frente da instituição entre 1993 e 1996, segunda diretoria do sindicato. Na primeira, ele foi diretor jurídico, tendo ampla história de dedicação e participação nas vitórias da instituição e das conquistas ...

    Sinpef presente no 13° Fórum Brasileiro de Segurança Pública

    Com o objetivo de debater e buscar soluções efetivas para garantir mais segurança aos cidadãos, policiais, professores, sociólogos e representantes da sociedade civil de todo o País se reuniram no 13º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), ocorrido de 31 de julho a 2 de agosto em João Pessoa, Paraíba. Os capixabas Marcus Firme (diretor parlamentar da Fenapef e presidente do Sinpef-ES) e Fabricio ...

    Artigo: Por que não disse o último adeus?

    Por Hélio de Carvalho Freitas Filho, agente de Polícia Federal e vice-presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo   Os anos passam, às vezes mais rápido do que desejamos, outras mais devagar do que esperamos, mas cada um de nós sempre acumula lembranças boas ou ruins, construindo nossa própria memória. Assim, deixamos passar alguns momentos que jamais poderão ser repetidos,...

    APF faz palestra sobre controle de produtos químicos na USP

    O Agente de Polícia Federal (APF) Gismar Pinheiro Junior esteve em São Paulo a convite da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP para palestrar sobre o tema "Compra, Guarda e Uso de Produtos Químicos Controlados pela Polícia Federal: Legislação e Normas". Foi durante o curso Princípio e Técnicas da Plastinação de Peças Anatômicas do Programa de Pós-graduação em Anatomia do...

    Policiais federais desenvolvem projeto de futebol para jovens

    Dia 19 de julho é o Dia Nacional do Futebol. Um esporte que é, indiscutivelmente, a maior paixão do brasileiro. O fascínio pelo time do coração, a emoção do gol e o encantamento pelo drible perfeito seduzem pessoas de todas as idades. Mexe também com o sonho de jovens que almejam a carreira de jogador e, consequentemente, com a mudança da dura realidade imposta nas comunidades mais carentes.   O projeto Capixaba Institu...

    Clique aqui para exibir mais notícias