Domingo, 19 de Novembro de 2017

UM NOVO MODELO DE POLÍCIA PARA O BRASIL






A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

28/07/2017

SINPEF-ES PASSA A INTEGRAR ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL

O presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e Diretor Parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Marcus Firme dos Reis, participou, nesta quarta e quinta-feira, 26 e 27 de julho, da assembleia geral de 2017 da Organização Internacional de Policiais de Língua Portuguesa (OIP), vinculada à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O evento ocorreu na sede da CPLP, localizada em Lisboa, Portugal.

 

Reunindo representantes da segurança pública da África, do Brasil e de Portugal, o encontro discutiu temas comuns aos policiais de origem lusófona como direitos de greve e cidadania dos policiais, os diferentes modelos de polícia adotados nos países membros da OIP. Também foi aprovada a filiação de sete novas entidades classistas policiais, incluindo o Sinpef-ES, que passam a integrar a organização internacional.

 

Os presentes também aprovaram, por unanimidade, durante a assembleia geral quatro moções com os seguintes pontos:

 

1) A OIP/CPLP repudia os Governos dos Estados do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul pelo atraso no pagamento de salários e demais verbas alimentares a seus servidores, bem como as condições desumanas de trabalho dos Policiais e a manutenção de presos em Delegacias, atribuições que não cabem aos Policiais Civis;

 

2) A OIP/CPLP repudia a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro, de impedir o direito fundamental à greve dos policiais, previsto na Constituição da República Federativa do Brasil e apoia a representação feita por seus membros contra o Estado Brasileiro junto à Organização Internacional do Trabalho (OIT);

 

3) A OIP/CPLP desenvolverá gestões junto à Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organização Mundial do Trabalho (OIT), visando ao estudo das condições de saúde mental dos policiais e suas implicações ocupacionais e previdenciárias;

 

4) A OIP/CPLP irá instituir uma comissão para o estudo do modelo de carreira policial com entrada única, visando que o conjunto de experiências transnacionais venha a debate, visando uma melhor estruturação do sistema policial dos países membros.

  

Eleição de nova direção

 

Durante o evento, também foram eleitos os membros dos órgãos permanentes da OIP para o triênio 2017-2020. A entidade continuará sendo dirigida pelo presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), Jânio Bosco Gandra, após Cabo Verde abrir mão de seu direito de presidir a entidade e indica-lo.

 

O presidente da Fenapef, Luís Antônio de Araújo Boudens, assume a vice-presidência América, o que coloca a Federação como representante da OIP neste continente. O presidente do Sinpef-ES, Marcus Firme dos Reis, será vice-presidente do Conselho de Fiscalização e Disciplina; e o presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal de São Paulo (Sindpolf-SP), Alexandre Sally, foi eleito Secretário de Relações Internacionais.

 

“A filiação dos sindicatos representantes das categorias policiais brasileiras que estavam presentes neste encontro e também a participação na diretoria de um organismo internacional como este é de grande importância. Neste espaço, temos a oportunidade de participar de eventos e fazer um intercâmbio com policiais de outros países. Nestes dois dias, já pudemos constatar que os problemas são muito parecidos e poder realizar um debate com outros países, que falam a mesma língua que a nossa e tem uma origem próxima, vem ajudar na busca por melhorias na segurança pública”, afirma Marcus Firme dos Reis.

 

Fundada em 2013, a OIP é uma organização internacional não‐governamental, com sede em Brasília, que busca apoiar as melhorias nas condições de trabalho dos policiais. Entre os objetivos da Organização estão a articulação das entidades representativas das polícias de língua portuguesa; e a promoção, a defesa e o desenvolvimento da profissão policial, com a função primordial de garantir a segurança, a ordem e a paz pública aos cidadãos. A OIP tem, ainda, entre suas atribuições, apoiar as entidades membros na melhoria das condições de trabalho e sociais dos policiais.

  

Direito à greve

 

Um dos assuntos que esteve na pauta de discussão da reunião da Organização Internacional de Policiais de Língua Portuguesa foi o direito à greve. No Brasil, o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou, em abril de 2017, inconstitucional o direito de greve de servidores públicos de órgãos de segurança e decidiu proibir qualquer forma de paralisação nas carreiras da polícia. Em Portugal, as entidades representativas da categoria também estão proibidas de fazer greve. Em Moçambique, a situação dos policiais neste campo é ainda mais complicada e vai além da proibição do direito à greve. Já em Cabo Verde, a greve das forças de segurança não é proibida por lei.

 

No encontro, os representantes de sindicatos e associações participantes defenderam que as forças de segurança devem ter o direito à greve. "Fizemos muitas greves, mesmo a nível nacional, o que levou à criação de mecanismos para nos proibir. A confederação e as lideranças estaduais sempre foram promotoras deste direito consagrado aos trabalhadores. Na medida que é permitido que estejamos organizados em sindicatos, enquanto polícias, não vemos problemas em termos os mesmos direitos de qualquer cidadão, nomeadamente o da greve", afirmou Jânio Bosco Gandra, presidente da OIP e da Cobrapol.


Fonte: SINPEF/EES


    NOTÍCIAS

    Congresso debate novo modelo de investigação criminal

    Congresso sobre Segurança Pública em Vitória reúne mais de 100 participantes para debater soluções para sistema brasileiro.    Na última quinta-feira, 09 de novembro, autoridades e profissionais da área de segurança pública, acadêmicos e a sociedade civil como um todo se reuniram para debater as falhas e a falência do sistema de segurança pública brasileiro. O “1º Congresso sobr...

    Advogado defende fim de inquérito policial e do cargo de delegado

    Roberto Darós lança hoje livro em que propõe mudanças na estrutura das polícias   Agente da Polícia Federal com mais de 30 anos de carreira, o advogado Roberto Darós propõe mexer em toda a estrutura da segurança pública para diminuir os números da violência. A principal sugestão? Acabar com o inquérito policial e, por consequência, com o cargo de delegado.   “O modelo de inv...

    Segurança Pública

    Advogado criminalista lança livro convidando a sociedade para o novo pacto reformista da Segurança Pública   Advogado criminalista, professor e mestre Direito Processual Penal, Roberto Darós, convida para o 1° Congresso sobre Segurança Pública: O Novo Pacto Reformista da Sociedade Brasileira na Estruturação da Defesa Social. Na oportunidade, o livro de mesmo nome será lançado. O evento será no dia 09 de novem...

    Policial Federal lança livro sobre a segurança pública brasileira

    Classificado por juristas e especialistas em Segurança Pública como “inovador” e “primoroso trabalho sobre o tema”, o estudo científico desenvolvido pelo Agente de Polícia Federal e mestre em Direito Processual, Roberto Antônio Darós, já está à venda no site da editora Juruá.   O livro, intitulado Segurança Pública – O Novo Pacto Reformista da Sociedade Brasileira na Estrutura&...

    Sinpef-ES e Transparência Capixaba lotam sessão especial do filme sobre a Lava Jato

    O Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e a Transparência Capixaba realizaram na última segunda-feira, 11 de setembro, uma sessão de cinema especial para exibir o filme “Polícia Federal – A Lei é para Todos”, que conta a história dos bastidores da Lava Jato. Reunindo mais de 300 pessoas no Kinoplex do Shopping Praia da Costa, em Vila Velha, o evento teve a presença de policiais federais, autoridades...

    MCEE se posiciona contra propostas de Reforma Política

    MCEE se posiciona contra propostas de Reforma Política apresentadas pelo Congresso Nacional   O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Espírito Santo (MCCE) divulga nota se posicionando contra as propostas de Reforma Política que vêm sendo conduzidas pelo Congresso Nacional. De acordo com a entidade, os deputados federais e senadores estão defendendo os interesses próprios em projetos que não espelham o anseio da ...

    Representantes do Sinpef-ES participaram do 11º Encontro do Fórum de Segurança Pública

    O presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES), Marcus Firme dos Reis, e o vice-presidente, Hélio de Carvalho Freitas Filho, participaram do 11º Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que ocorreu na última semana, em São Paulo. O evento teve como tema central “Reforma e Modernização das Instituições Policiais”, contando com a presença de pesquisadores, ...

    NOTA MCCE

    Sinpef-ES e demais entidades do MCEE se posicionam contra destinação de cerca de R$ 6 bilhões para Fundo Eleitoral   O Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e as demais entidades que integram o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Espírito Santo (MCCE) divulgaram nota se posicionando contra a possibilidade de destinação de cerca de R$ 6 bilhões para o Fundo Eleitoral do pleito de...

    Um novo modelo de Polícia para o Brasil

    Luís Boudens e Felipe Santa Cruz saem em defesa de um novo modelo de Polícia para o Brasil.   Em artigo publicado no dia 30 de junho deste ano na Folha de S. Paulo, o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, e o mestre em Direito e Sociologia pela Universidade Federal Fluminense e presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Rio), Felipe Santa Cruz, traçam o que seria, no entender dos dois ...

    NOTA SINPEF/ES

    Sinpef-ES e demais entidades do MCEE alertam para risco de aprovação pelo Tribunal de Contas de prejulgado sobre terceirização de fiscalização tributária.   O Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) manifesta preocupação com o risco de precarização do serviço público caso aprovado pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCEES) o incidente de prejulgado nº...

    Clique aqui para exibir mais notícias