Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

UM NOVO MODELO DE POLÍCIA PARA O BRASIL


A POLÍCIA FEDERAL
SOMOS NÓS!

30/06/2017

MCCE É CONTRA PROJETO DE LEI QUE PREVê USO DE ROYALTIES PARA CUSTEAR PREFEITURAS

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Espírito Santo (MCCE), do qual o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) é integrante, se colocou contra o Projeto de Lei (PL) 238/2017, encaminhado pelo governador Paulo Hartung para a Assembleia Legislativa. O PL pede autorização para que, assim como aconteceu em 2016, os municípios capixabas possam continuar usando em despesas correntes até 60% dos recursos estaduais repassados pelo Fundo para Redução das Desigualdades Regionais, provenientes dos royalties de petróleo e gás natural.

 

O Diretor de Comunicações do Sindicato, Fabrício Sabaini, participou do debate do MCCE sobre o Projeto de Lei e comenta que o objetivo do movimento é chamar a atenção da sociedade sobre a eficiência do serviço público. “A legislação que pode ser aprovada pela Assembleia Legislativa possibilita o custeio do gasto público desmedido com uma verba que poderia ser utilizada para investimento em atividades que alavanquem a economia dos municípios e do Estado”, pontua.

 

NOTA DO MCCE

 

O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, por meio de seu Comitê capixaba, se posiciona publicamente contra o Projeto de Lei n.º 238/2017, de autoria do Sr. Governador do Estado que pretende destinar até sessenta por cento dos recursos dos Royalties com despesas correntes para o custeio da máquina pública das Prefeituras em 2017.

 

Em que pese o momento de extrema dificuldade que o país atravessa, o posicionamento contrário ao PL reside no fato de que seria um prejuízo conceder dinheiro as máquinas públicas municipais toda vez em que os Municípios se encontram em crise, sem que deles seja exigida antecipadamente uma contrapartida, mormente, no que tange às necessárias reformas administrativas e tributárias que estes entes precisam se submeter, bem como medidas de responsabilidade fiscal.

 

A absoluta maioria dos Municípios do Espírito Santo tem estruturas arcaicas e remunerações defasadas, principalmente no que se refere as carreiras essenciais necessárias ao funcionamento da administração pública. Na contramão e n lente do cidadão, observa-se um número excessivo de postos comissionados e apadrinhados políticos em detrimento da boa proficiência estatal.

 

No mesmo sentido, a maioria desses Municípios padecem pelo atraso e excesso de burocracia, deixando de concretizar as diretrizes das políticas voltadas aos serviços essenciais à população como infraestrutura, saúde, educação e segurança.

 

Assim, resta claro que a concessão da benesse aos Municípios sem condicioná-la nesta oportunidade a uma reestruturação da máquina pública – visando um funcionamento mais racional, menos burocrático e, via de consequência, a prestação de serviços mais eficientes – em verdade, acarretará desvio de finalidade e criará retrocesso, pois sempre que surgir períodos de recessão novas súplicas de entes públicos virão, deixando fluir um passivo de sucessivas oportunidades de solucionarem seus déficits. Isso significa, em última instância, o enfraquecimento da autonomia dos municípios.

 

Esta crise econômica é uma rara oportunidade para todos os Municípios corrigirem os erros de administrações inchadas e anacrônicas. A alegação de geração de recursos, sempre utilizada pelos agentes públicos como mote e forma de sensibilização para alcançar seus fins não pode sobrepor à premente necessidade de melhorias no processo de gestão pública, de maneira equilibrada, racional e legal.

 

A sociedade não pode vergar à utilização de recursos públicos com objetivos meramente políticos, e seus representantes devem votar na estrita observância dos interesses da coletividade, observando  amplo debate a fim de evitar o mau uso dos royalties.

 

Entidades signatárias, componentes do MCCE:

 

OAB/ES - Comissão de Combate à Corrupção e à Impunidade

Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo

ONG Transparência Capixaba

Fórum das Carreiras Típicas de Estado do Espírito Santo


Fonte: SINPEF/EES


    NOTÍCIAS

    Policial Federal defende primeira tese de doutorado em área de impressões digitais no Brasil

    Após cinco anos de pesquisa, o papiloscopista Carlos Magno Girelli, da Polícia Federal no Espírito Santo, defendeu sua tese de doutorado que criou uma nova técnica para estudo de impressões digitais no Brasil, favorecendo a elucidação de crimes com armas. A técnica identificou pela primeira vez suspeito de homicídio por impressões digitais em cartucho deflagrado e está abrangendo também o Rio de Janeiro, sendo us...

    Policiais Federais apoiam o Outubro Rosa

    O Sinpef-ES, em parceria com a Associação dos Policiais Federais do Espírito Santo (Apofes) e a Cooperativa de Crédito Mútuo dos Policiais Federais e Servidores da União no Espírito Santo (CredFederal), está apoiando a campanha Outubro Rosa realizada pela Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc). No dia 03 de outubro, mais de 80 policiais federais se reuniram na loja e adquiram camisas do...

    Policial do ES cria método que ajuda a esclarecer crimes com armas de fogo

    Mesmo depois de o tiro disparado, cápsula pode ter pistas reveladoras como impressões digitais, mostra policial federal que também é físico.   Um policial federal do Espírito Santo desenvolveu um método que pode ajudar a esclarecer crimes com armas de fogo.   Na hora do tiro, o projétil é disparado pelo cano da pistola. Mas uma parte da munição não vai muito longe. É possível ver c&aci...

    Saúde de operadores da Segurança Pública é tema de debate em reunião interinstitucional

    Com uma rotina estressante, que envolve risco à vida a todo momento, os profissionais da segurança pública sofrem impactos direto na sua saúde física e mental. Para debater sobre o assunto e apresentar ações e projetos que possam melhorar a qualidade de vida desses profissionais, foi realizada a 1ª Reunião de Trabalho Interinstitucional de Atenção à Saúde dos Operadores da Segurança Pública no ...

    MCCE defende escolha de Conselheiro de Contas conforme a Constituição Estadual

    O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral no Espírito Santo (MCCE) integrado pelo Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) e outras entidades signatárias, se posicionaram em nota, contra indicações para o cargo de Conselheiro de Contas do Estado. No entanto, o Movimento é favorável à escolha baseada nos critérios determinados na Constituição Estadual, no § 1°, do ar...

    Novos convênios assinados em assembleia

    Na última sexta-feira, 06 de julho, o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) realizou uma Assembleia Geral Extraordinária na sede do Sindicato, em Vitória. O evento foi realizado para apresentar um resumo de novas ações judiciais, que o Sindicato dará entrada nos próximos meses e beneficiará os sindicalizados.   Na ocasião, também foram apresentados dois novos convênios. O primeiro, ...

    Susp é criado com vetos que desvalorizam operadores de segurança

    Foi sancionada pelo presidente Michel Temer, no dia 11 de junho, a lei que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp) e a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social. O Susp será coordenado pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e tem como principal objetivo a integração dos órgãos de segurança e inteligência, a padronização de informa&...

    Sindicato passa a integrar o Focates

      O Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) assinou, na última sexta-feira, 15, sua entrada no Fórum de Carreiras Típicas do Estado do Espírito Santo (Focates). A associação reúne entidades sindicais e associativas das Administrações Públicas Federais, Estaduais e Municipais, representativas de carreiras que desenvolvem atividades essenciais e exclusivas do Estado Brasileiro nos Poderes Exec...

    Sindicato reúne policiais federais aposentados

      Na última quinta-feira, 14 de junho, o Sindicato dos Policiais Federais do Espírito Santo (Sinpef-ES) realizou o Encontro dos Aposentados e Pensionistas. Com a presença de cerca de 40 filiados, o café organizado especialmente para o grupo foi um momento de atualização sobre as demandas da categoria e também de reencontro com os colegas.   Na pauta do bate-papo, foram repassadas informações sobre as negociaç&otil...

    Legislação defasada reflete na desvalorização da carreira de Policial Federal

    O trabalho da Polícia Federal vem há muitos anos conquistando respeito e credibilidade da sociedade e ganhou ainda mais evidência após o início da Operação Lava Jato, em 2014, cujo grande diferencial foi a formação de uma Força Tarefa constituída por diversos integrantes de variados cargos.   Porém, nem todos os profissionais desse órgão têm o correspondente reconhecimento na lei, tampou...

    Clique aqui para exibir mais notícias